sábado, 29 de dezembro de 2012

VIDEO!!!

Olá Crespos!

Eu fiz um vídeo, depois de tanto tempo, enfim...
Nele falo um pouco sobre um dos cuidados imprescindíveis com os cabelos: a higienização.
Lavar os cabelos é um dos primeiros aprendizados pra uma crespa, pra gente tudo é um pouquinho diferente!



Espero que gostem,
Beijos!


COMO ADAPTAR O BLACK EM SUAS VIDAS!

EU SOU VÁRIAS MULHERES E TENHO CERTEZA QUE VOCÊ TAMBÉM...

Eu sou Esposa.
Eu sou Profissional do Varejo, chefe de departamentos.
Eu sou Filha de Mãe e Pai.
Eu sou irmã mais velha de vários irmãos de sangue ou não.
Eu sou Tia de sobrinhos tão lindos e tão lindos que amo tanto.
Eu sou prima de pessoas lindas.
Eu sou nora de sogros adoráveis.
Eu sou amiga das poucas e melhores.
Sou patroa da minha diarista, dos meus porteiros, paciente dos meus médicos e dentistas, cliente da minha irmã cabeleireira, cliente da minha irmã podóloga, fã dos meus irmãos guerreiros e da minha mãe amada... 
Eu sou dura, chorona, sensível, realista, segura de mim, preocupada com com as opiniões alheias, preguiçosa, trabalhadora, vaidosa, estressada... Igual a você! 
E isso não me torna nem pior e nem melhor do que ninguém, mas mesmo com tantas similaridades, todas somos diferentes entre nós e esta é a grande beleza de estar viva.

PÉ NO CHÃO
Tudo muito lindo, mas na prática eu sempre soube que é muito mais fácil viver dentro da normalidade, ser mais uma na multidão não, mas estar adaptada ao ambiente, não ser muuuuito diferente pra não causar tumulto, não perder as "oportunidades" e estar no meio da galera. 

Na escola, no trabalho, na hora de sair com os amigos, na hora de dormir, o cabelo é sempre uma preocupação nossa, das mulheres negras, pois sabemos que nossa natureza é diferente do padrão, o jeito de cuidar é diferente e que qualquer ação externa pode por todo um penteado a perder.

Quem nunca deixou de sair porque o cabelo não tava legal, ou usou uma sacola na cabeça pra não molhar, quem nunca dormiu sem lenço ou touca e acordou com o cabelo todo amassado e embramado? Quem nunca? Que a tire a primeira pedra! Falo isso pra todas que usamos química nos cabelos, fala sério, cabelo alisado também dá trabalho. Isso tudo que eu disse é dessa época.

Mas tem os elogios e o padrão, afinal o cabelo mais lisinho deixa o visual mais alinhado, formal e fácil de cuidar, além do mais, a gente imagina que os homens gostam de passar as mãos nos nossos cabelos e que no liso é muito melhor do que no cacheado, encaracolado ou crespo... black então...

Quando eu comecei a pensar no cabelo crespo tive, muita preocupação com a "adequação" do visual black no ambiente corporativo, afinal sempre somos conhecidas por nossos cabelos alisados, chapados e brilhantes de finalizadores e mesmo pra mim, seria uma grande mudança me olhar no espelho e ver "a realidade de verdade" e como a gente tem a vaga lembrança de como o cabelo natural é, sempre acha que não vai dar certo. 

ESCOLHA SEU TEMPO PRA SER FELIZ!
Até por causa do trabalho, minha dica pra quem quer ficar crespa, mas não tem certeza ainda é só deixar de usar os apliques ou cortar as madeixas durante as férias, assim não tem a pressão de sair e voltar no dia seguinte totalmente diferente. Ver os olhares alheios é o mais estranho, principalmente se você não se sente bonita e segura.

INTRODUZA SEUS AMIGOS NO MUNDO CRESPO, CACHEADO, ENCARACOLADO...
Leve para o seu meio fotos, imagens de mulheres com cabelos crespos, introduza-as na vida das pessoas com quem você estuda, trabalha e convive, assim eles vão saber das suas ambições e vão te aceitar com muito mais facilidade.

CUIDE-SE!
Outra dica é começar a dar muuuuito mais atenção à pele, maquiagem, acessórios, unhas, enfim, ao visual geral. Com cabelo bem curtinho o que sobra pra verem é seu rosto então, cuide dele e procure aprender o que fica bonito em você, as cores, as texturas o brilho ou o fosco. Pele linda já é meio caminho andado!

NÃO FIQUE TRISTE, JOGUE DE CONTENTE E SEJA FELIZ!
É legal quebrar os paradigmas e chocar a sociedade, mas eu não sou desse tipo. Não sei vocês, mas ter que ficar brigando com as pessoas, se chateando com comentários de familiares, amigos e colegas de trabalho é muito desgastante e eu sabia que poderia acontecer. Por isso, adequei ao "padrão" da minha maquiagem, caprichei nos acessórios pra chamar a atenção enquanto meus cabelos estavam se fortalecendo.

Claro, sei que ainda tem gente que pergunta quando vou relaxar pra soltar a raiz, como se somente relaxado o crespo fosse saudável e bonito. Eu respondo que não pretendo mais relaxar, nem alisar ou mexer mais na estrutura dos fios. Essa pessoa também vai se acostumar com meu black!

VOCÊ SE ACEITA?
Tem dias em que o cabelo está soltão, cheio de volume (aaaadooooroooo!), tem dias em que os cachos estão fechadinhos, em outros mais aberto e em outros nem tem cachos, isso é dele e dos cuidados que posso dispor, aprendi a aceitar minha verdade e gosto dele assim.

Não me estresso nem fico triste, me lembro sempre que até poucos meses atrás eu era uma dessas pessoas que não conheciam, por isso não entendiam e não aceitavam a beleza do cabelo crespo dos negros do planeta terra. Hoje estou do outro lado, junto com vocês!

NÓS NO MUNDO
Já somos beaufitul, daqui a pouco o black não vai ser belo só pra's mulheres despojadas e fashion, vai ser também o visual da advogada, da médica, da doméstica, da vendedora, da recepcionista, da aeromoça...é só a gente participar!

Fica a Dica!

Beijos...

PS.: É a Corrente do Bem!

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

A COR DESSE CABELO SOU EU...



E fez-se nova transformação:

Preto à esquerda e pontas descoloridas à direita. O início da transformação.

Ao sair de férias já tinha em mente uma mudança de cor só pra ficar um pouco diferente, estava meio cansada do pretinho básico. 
Naturalmente preto e com 1 fio vermelho e 1 fio branco... rs, meu cabelo precisava de mais luz, então quis fazer esta pequena mudança. 
Nunca tive preferências a outras cores mais claras "nos meus cabelos", sempre achei lindo nos outros, mas em mim mesma não imaginava outra cor que não o pretão que continuo aaaaamaaaando!
Mas vamos lá!

O Processo e os Produtos

1) Descolorante: água oxigenada mesmo, né? Foi aplicada no cabelo solto, sem nenhum molde ou touca pra separar as mexas. Tempo médio 15 minutos _ Meus fios são suuuuuper pretos e demoraram pra apresentar reação ao descolorante.
2) Tinta: pra quebrar o laranja do fio preto descolorido, um louro acinzentado, foram mais uns 20 minutos nos cabelos.


Textura
O cabelo colorido é mais maleável? _ Sim, sabem que mudou, consideravelmente, as pontas ficaram mais molinhas, os cachinhos se formam mais facilmente, reagem imediatamente na aplicação de produtos de hidratação e finalização. Agora, hidratação tem que ser reforçada porque cabelo colorido pode ressecar... e  crespo mais ressecado ainda não dá, né?

O visual!
De topete a lá Janelle Monae.

De moicano pra comer pizza na noite dos adultos, com irmãos, irmãs e mãe.

Já aqui em Salvador finalizado só com Gel.

Só pra fechar, pintei na ausência do meu marido, ele ficou em Salvador e disse que não entraria em casa toda diferente assim e hoje nem lembra mais que meus fios são pretos... rsrsrs. Homens!
E vocês, o que acharam dessa mudança?
Comentem.
Beijos, see ya!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

CABELOS: MEUS 5 PRODUTOS ESSENCIAIS EM VIAGENS

Olá Crespas!

Viram como férias fazem bem?
As idéias fluem, fluem...

Bem, depois de voltar de viagem, percebi o quanto é importante conhecermos nosso cabelo pra saber o que usar, em qual hora pra manter um visual legal e facilitar a vida.
Por isso, vou listar abaixo alguns produtos que eu gosto de usar e, nunca mais, nunca mais mesmo vou deixar de levar em uma viagem, mesmo curta, posso não encontrá-los e daí me frustrar nos cuidados pessoais.

Vamos lá!

1) Para limpeza
Shampoo - Meu Jonhson's favorito é este: levinho e limpa bem.
Esse shampoo custa por volta de R$ 6,00.



2) Para Hidratar I
Creme de hidratação em tempos de viagem precisam ser mais maleáveis, nada muito pesado nos cabelos porque a gente sempre vai estar ocupado demais, se divertindo, ou trabalhando ou descansando (uma preguicinha é super justificada).
Minha escolha é um dos cremes da Canechon, eu gosto de Manteiga de Karitê.
O bom destes cremes pra mim é que também uso pra "co wash", me servem de shampoo num dia sem tempo para os cuidados mais intensos. Esse super custo benefício custa por volta de R$7,00.



3) Para Hidratar II
Óleos - eu até podia dizer o óleo de coco, mas tô amando demais o Óleo Extraordinário.
O óleo da sua escolha vai servir pra você passar puro nos cabelos, junto com o creme de hidratação ou na finalização. Já encontrei o óleo extraordinário entre R$ 20,00 e R$32,00.



4) Para Finalizar I
Leave in - Yamasterol é mais um produto multi-uso, tanto pode ser usado na limpeza, quanto na hidratação ou como leave in. Acredito que não passe de R$ 5,00 em qualquer perfumaria do país.




5) Para Finalizar II
Gel - G Gelatina, quando encontro compro pelo menos dois frascos, vai que falta! Adoro esse gelzinho e uso sem leave in mesmo, puro. Os cachos ficam super bem formados.
Aqui em Salvador encontrei o GG na Sumirê da Avenida 7 por R$10,00.

E vocês, tem seus produtos essenciais?
Quais são?
Adoraríamos saber!

Este é o fantástico mundo de Adriana.
Beijos e Até.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

A MINHA SALVADOR PARTE I

Olá Crespas!!!

Eu quero abrir um espaço aqui para falar um pouco sobre a minha cidade, Salvador.
Estou aqui desde novembro de 2009, antes já tinha vindo para a capital baiana somente a trabalho e até por este motivo só havia conhecido, numa passagem muito rápida, o Pelourinho, que durante aquela visita noturna estava bastante movimentado, animado, cheio de locais e turistas, uma beleza.

Hoje assisti a uma matéria do Jornal da Manhã na afiliada da Rede Globo na Bahia, a Rede Bahia, nela o apresentador anunciou que, segundo pesquisas da Fundação Getúlio Vargas a expectativa sobre o número de turistas que deve ser trazido para a Copa do Mundo é próximo de 700.000 e com isto deve haver um aumento posterior de visitas à cidade motivada pela boa impressão deste período. No entanto, na mesma pesquisa, os dados dizem que a capital baiana deve ficar em 6°lugar em número de turistas estrangeiros, perdendo para cidades como Brasilia, Belo Horizonte e Fortaleza e em turistas brasileiros deve ficar em 4°lugar, perdendo para São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza.

Eu estou aprendendo a amar Salvador e até por este motivo tenho aqui que expor minha real impressão sobre a minha cidade, levando em consideração o fato de que eu não nasci aqui e já conheci e vivi nas outras duas grandes capitais nordestinas: Recife passei 1 mês e fazia visitar esporádicas durante o ano, com duração de 2 a 4 dias e Fortaleza, onde morei por 3 anos.

Bem, destas todas, Salvador é de longe a maior e mais famosa, onde está mais presente no povo sua cultura e onde há diversos pontos turísticos lindos, acessíveis e suuuuper famosos: Farol da Barra, Pelourinho, Mercado Modelo, Elevador Lacerda, Praias, no entanto é onde vejo o menor cuidado com a manutenção, tanto dos poderes público quanto da população. Vou falar um pouquinho de tudo porque sou uma pessoa muito crítica e vejo que Salvador teria uma grande oportunidade de ficar perfeita, não fosse estes problemas que me parecem longe de mudar, ainda mais para a Copa do Mundo de 2014, mas eu disse teria, porque enquanto há vida, há esperança... Que lindo!

Salvador  X  Fortaleza  X  Recife


       Vista de Salvador                            Vista de Fortaleza            
Vista de Recife
(esta é a parte de dentro de Recife, com seu mangue e suas diversas pontes)

Vendo as imagens eu pergunto a vocês: o que difere uma cidade linda, com mar lindo e gente alegre da outra?

Já faz tempo que a ordem de importância das capitais nordestinas é esta, Recife já perdeu o posto para Salvador e agora para Fortaleza, tanto em número da população quando em procura dos turistas. Entendam, meu blog não é um blog de viagens, não tenho tempo nem dinheiro pra tanto, mas sou metida a falar de tudo, afinal, o blog também é pra isso, então...

Das 3 grande capitais, Salvador é onde tem menos gente nas praias urbanas. Acreditem, há dois anos a prefeitura da cidade recebeu autorização judicial e "derrubou" todas as barracas (improvisadas) que haviam nas areias das lindas enseadas e praias de mar aberto aqui da cidade, portanto hoje, se eu, moradora da cidade ou um turista quer ir nas praias do Farol da Barra, Barra, Amaralina, Pituba, Boca do Rio, Jardim de Alah, Flamengo, Itapoan, Ribeira (na Cidade Baixa).... Vai ter que comprar comida de ambulante, se passar algum, beber cerveja de isopor velho, sem opções de marca, água, réfri, tudo sem muita opção e banheiro então... faz atrás daquela pedra ali, faz na rua deserta, na árvore, no poste, atrás do carro, da moto, no saco de lixo no chão, na água do mar, enfim, onde tiver vontade, ninguém liga mesmo. E se for mulher é assim também, liga não amiga, a gente faz rodinha. E olha, nem pense em usar banheiro químico, sujeira pouca é bobagem.

Farol da Barra e Praias

                                          Farol da Barra                                Porto da Barra


                                          Boca do Rio                             Ribeira (Cidade Baixa)
                            Espetinho de Camarão e peixinho frito, delícias do nosso litoral

                                                                  Mar lindo de doer!!!


Pelourinho


O Pelourinho, até ele está meio largado, descuidado.

Elevador Lacerda e Mercado Modelo


Educação?


É, a gente aprende de pequeno. Ô mãe, não ensina o errado pro menino, não!


Já falei sobre isso acima. Sem Comentários!

É preciso  andar quilômetro atrás de uma lata de lixo, agora povo bem educado leva sacolinha pra praia e joga o lixo onde deve ser jogado, na lata pro lixeiro recolher!

 Como toda metrópole do mundo, gente, gente, gente... carro, carro, carro e transporte coletivo indecente! Foto 1: Passarela que liga a Rodoviária Municipal ao Shopping Iguatemi; Foto 2: Avenida Paralela é o principal acesso do aeroporto para a cidade.

Ponto de ônibus sem cobertura, banco e ônibus suficiente pra toda essa gente e outras mais.

Pra Fechar


O secretário estadual, o senhor Domingos Leonelli ainda diz que a pesquisa é de expectativa, não de números reais e que por este motivo todos tem o direito de "sonhar", dizendo assim que Salvador "pode" ter melhores resultados do que os divulgados na pesquisa.

Um Legado


Como em todo o Brasil, aqui em Salvador é sempre assim, depois da festa vem o resto da festa.
O povo precisa de orientação, de educação pra receber bem o turista e até pra conviver de forma mais humana. 
Não pode jogar lixo na rua, nas areias das praias, jogar pela janela do ônibus. 
Não pode mijar na rua, por favor, nossa cidade fede a xixi.
Não pode proporcionar ao povo um transporte coletivo que mais parece navio negreiro, lotado, quente, barulhento, demorado, desumano.
Não pode deixar o Elevador Lacerda com uma cabine funcionando e as outras 3 em reforma, no verão permanente da cidade cheia de turistas e a população fazendo fila e esperando mais de 20 minutos pra usar por 1 minuto.
Não pode deixar as calçadas da cidade esburacadas assim como as ruas parecendo rally pros carros.
Não pode deixar a polícia em greve, causando vandalismo em todo o estado.
Não pode deixar a saúde no estado em que está.
Não pode fazer apartheid, dividindo na cidade quem pode e quem não pode se divertir com segurança e conforto no carnaval.
Não pode deixar os professores sem acordo e os alunos sem aulas por mais de 2 meses.
Não pode, não pode tratar a cidade assim, não pode tratar as pessoas assim.

***

Aqui abaixo estão os atuais governantes da cidade e do estado, é das mãos deles que sairam algumas das barbaridades acima e espero, sinceramente que o prefeito eleito trabalhe pela cidade, pelo povo e pelo crescimento da cidade, para que não só na Copa de futebol, Salvador possa proporcionar aos turistas e principalmente à população uma vida digna.


                                
           Luis Henrique, o atual prefeito                           Jacques Vagner, o atual governador

Fica aqui minha sincera esperança e meu mais sincero carinho pela nossa cidade, Salvador merece dias muito melhores!

Beijos.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

TIRE A MÃO DO CABELO, MENINA!

Crespas... o que eu faço?




Vou vivendo minha vida e quando me pego... tô com a mão no cabelo.
Puxando e quebrando os nós da pontinhas, o que é pior.

Eu sempre fui assim, sempre tive "mania" de passar as mãos nos cabelos, fossem eles trançados, relaxados, permanentados, alisados com henê, alongados, pranchados, enfim, em qualquer dos casos eu não resistia e pimba... mãos nos cabelos.

Nessa minha experiência crespa, essa mania não sumiu e hoje me incomoda demais. 

Através do meu tato percebo bem as diferenças de textura dos meus fios, já falei sobre isso e hoje reconheço com maior facilidade os cuidados necessários com os meus diversos tipos de fios: o alto da cabeça com seus cachos fáceis de aparecer, a franja que está ficando bem parecida, a nuca que tem fios bem maleáveis e a parte de trás da cabeça com seu emaranhado de nós e fios super finos, mais crespos e frágeis, pois é exatamente esse grupo de fios que eu teimo em mexer durante o dia. Qualquer momento de distração e lá vão minhas mãos atacar os pobres fios. Nos dias de folga esse "tique" fica ainda mais presente, pois sentada no sofá assistindo tv, o que me resta é fazer algo com as mãos.

Essa situação não me está sendo muito favorável, pois percebo que esta parte do meu cabelo cresce com menos força, pudera, fico "arrebentando" os nós das pontas e acabo tirando o comprimento. 

Digo isso com toda humildade, pois sei que muitas pessoas tem esta mesma "mania", então quero combinar com vocês uma coisinha: Vamos para de mexer no cabelo a toda hora? A gente desfaz os cachinhos, tira o brilho porque a mão da gente nem sempre tá toda limpinha, tem creme, poeira e outras "cositas mas". 

Sei que é muito difícil, é uma luta porque é quase um vício, mas é preciso ser perseverante, afinal, cuido tanto das madeixas pra me perder por causa das mãos nos cabelos.

Tudo o que eu disse pode parecer bobo, mas faz sentido pra muito gente, então fica o acordo: Mãos nos Cabelos Nunca Mais!

Beijos

domingo, 25 de novembro de 2012

TÁ NA TRANSIÇÃO???

Olá Crespas!

Eu estou há mais de um ano com o cabelo totalmente crespo natural, não posso mais falar sem química, pois clareei as pontas. Mas, por enquanto não pretendo fazer manutenção e mesmo com o cabelo preto, já havia feito um banho de brilho que usava tonalizando há uns meses atrás, por este motivo só estou livre dos alisamentos, relaxantes e afins......... Mas black também não pode pintar as madeixas? Tá vendo como é, "outra" ideia pra "outro" post. 
Crespas, não me lembro de ter falado profundamento sobre a "transição", então resolvi falar agora, principalmente porque estou me correspondendo com uma querida que ainda enfrenta aquelas dúvidas básicas.

Bem, eu sempre usei a química de forma errada, assim diz a minha irmã, pois não fazia a famosa manutenção, eu relaxava e depois ficava meses, tipo 5, 6 meses sem relaxar. Você me pergunta, mas como Adriana? Ué amiga, alongando os cabelos! Eu usei alongamentos por vários anos de minha vida adulta e eles foram minha glória, a solução dos meus problemas capilares. Eram mais ou menos, 2 meses de paz absoluta, sem pensar em cuidados especiais, até que minha raiz começava a gritar, pedindo manutenção, ela dizia: me estica, me alisa, me relaxa, faz alguma coisa por mim, tô crescendo! Daí vinha a angústia de sentir os nós começando a me incomodar, aparecerem entre meus cabelos até o ponto de o crescimento ser tão poderoso que eu não tinha outra alternativa a não ser desmanchar tudo e recomeçar toda a história. 

Desmanchar O Alongamento
Eu mesma desmanchava desembaraçava meu cabelo, nunca gostei que outra pessoa fizesse isso pra mim (algumas vezes, quando estava na casa de mama, ela e minhas irmãs me ajudavam), então eram dias tirando as mexas e incorporando aos penteados, até o dia de "fazer o cabelo". 
Mas antes de fazer o cabelo, eu desfrutava dos poucos momentos de "cabelos livres", era quando eu não tinha mais nada na cabeça além dos meus cabelos, super crespinhos e mega ressecados. Este sempre foi uma momento muito gostoso, eu percebia o quanto ele tinha crescido, analisava seu estado, meus fios virgens crescendo, enfim, tinha um contato muito próximo comigo mesma, sem nenhum artifício. Falando assim, parece uma coisa boba, meio sem noção, mas pra mim era realmente meu momento de liberdade. 
Como eu não conhecia uma forma correta de cuidar do meu cabelo crespo, pensava, mas não levava em consideração a possibilidade de ficar natural, alongar era minha única certeza.

Fios Delicados e Frágeis
Eu sempre soube como o meu cabelo reagia às químicas, mas sempre tinha esperanças de que a próxima vez seria diferente. Enganos e mais enganos, qualquer pouquinho de relaxante fazia misérias nos meus fios, eles sempre ressecavam e depois começavam a quebrar, a hora da higienização sempre foi um momento difícil, era molhar e sentir os fios entre os dedos e depois no chão do chuveiro, uma tristeza. Eu pensava sempre: Ah, tenho muito cabelo, tudo bem, ele é forte, ele aguenta. Mas não tinha jeito e mais uma vez eu tinha que parar pra começar tudo de novo. 
Naquela época eu achava meu cabelo ruim, eu dizia que ele era ruim, que ele era grosso e que não tinha jeito mesmo. Inocente eu nem sabia que na verdade ele era bem frágil, fininho e cheio de zigue zagues e que tinha grande propensão às quebras, nós e pontas duplas se não fosse hidratado com frequência. 
Eu ainda não conseguia me ver crespa natural.
Pena, mais uma vez!

O Alongamento
Era sempre num dia de folga, pois levava praticamente o dia inteiro.
Ah, algumas vezes eu relaxava, como já disse acima e isso facilitava bastante o trabalho da "cabeleireira" do momento, afinal, não ia precisar desembaraçar minha crina louca. 
Sempre fui adepta do nó italiano, nunca usei o processo de colar fio a fio, sempre achei que seria demais usar mais esta química no meu cabelo já tão judiado. 
Claro, depois disso tinha que aguentar a dor, porque, vamos combinar, os primeiros dias são de morrer, a gente nem consegue encostar a cabeça no travesseiro pra dormir, tamanha a dor. 
Gente, não posso me esquecer das horas sentada, cansada e esperando ansiosa ver meu cabelo pronto. Me lembro que fazer o cabelo era doloroso e demorado. Mas me valia a pena, eu ficava feliz com o resultado.
Eu gostava de  usar fios ondulados ou cacheados, não gostava dos totalmente lisos, mas as vezes fazia escova pra variar um pouco. 

Não Relaxar Mais
Não foi nada de caso pensado, eu simplesmente não relaxei mais porque da vez anterior meu cabelo arrebentou demais, daí parar de relaxar me pareceu a decisão mais lógica. Relaxei pela última vez em setembro de 2010, em setembro de 2011 cortei tudo, então queridas, foi 1 ano alongando os cabelos, crespos que só eles, até decidir cortar de vez. Tinha que fazer trança com o comprimento do meu cabelo pra não ficar com muito volume, dava um trabalho! Mas fazia parte desse momento de transição.
Foi minha opção passar por este período desta forma, usar tranças já não estava mais no meu repertório e ficar com os cabelos soltos muito menos, eu não saberia como lidar com os dois tipos de fios soltos, em mim o contraste era muito grande, então.  

Enfim, cada uma escolhe o que acreditar ser melhor para manter-se bem no dia a dia, cuidar dos cabelos na transição demanda atenção constante e eu ainda não sabia como fazer. 
Vale sempre lembrar que toda crespa hoje já foi uma mulher em transição no passado, seja ele recente ou não e que este período nunca foi fácil pra nenhuma, as dúvidas sempre surgem: será que meu cabelo vai crescer? Será que vou conseguir cuidar deste cabelo? Por que está tão ressecado? O que faço pra dar brilho aos meus fios? São tantas questões, mas no final tudo vale a pena. 
Serve de consolo o fato de que "todas", como eu disse, "todas passamos pela transição" até retornarmos ao crespo natural...


Eu sei, é difícil, mas se você se esforçar pra "se sentir" bonita, vai ficar, principalmente se utilizar seu lindo sorriso pra completar seu visual, ele é sempre nosso acessório mais valioso, o cabelo a gente sempre pode fazer diferente.

Grande beijo
e até a próxima.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

FÉRIAS!!!

Olá Crespaaaaas!

Ai que saudades de escrever! Mas confesso, estava com preguiça.
Eu sempre acho que quando a gente quer fazer alguma coisa a gente faz, não importa o tempo, por isso não vou ficar dizendo aqui que estava suuuuper ocupada... kkk. Quem tem tempo pra ficar de bate papo no face pode muito bem escrever um post. Mas esse momento passou e agora estou aqui.

Tive 15 dias de férias e com o aval do meu "noivo"...rsrsrs... passei todos esses dias longe dele, mas por motivos maravilhosos: 1 mãe, 1 pai, 5 irmãos (de sangue e corações), 1 cunhada, 2 cunhados, 1 ex-cunhado e 8 lindos, lindos, lindos sobrinhos. Definitivamente fiquei pra titia, mas com corpinho de 25...rárárá. Nem eu tô me aguentando nesse post.

Deixando as "coisices" de lado, durante estes dias não levei produtos pra cuidar dos meus cabelos, acreditando que em São José dos Campos-SP fosse encontrar todos os produtos de que precisasse. Que engano! Não tinha nenhum produto na Capicilin, daí fiquei louca, pois não vivo sem os gels desta marca: o GG (G Gelatina) e os ativadores e umidificadores da linha Define Control. Só não pirei porque já estou bem mais relaxada com meu cabelo, não fico mais desesperada.

Comprei lá um Yamasterol que tem em qualquer perfumaria e assim fiquei. 


Também comprei 100g de linhaça pra fazer o maravilhoso gel, ele é tudo, facinho de fazer e curioso de aplicar, mas tá valendo.


Pra não dizer que não levei nada, tinha na necessaire o leave in de Mandioca da Haskell 


e o Óleo Extraordinário da L'oreal (adoro, adoro, adoro!)

Meninas e meninos, falando sério, desencanar é muito bom, mesmo! Conhecer seu cabelo, saber como fazer pra ele ficar do jeito que você quer, é muito legal. Tenho uma gostosa sensação de dever cumprido comigo mesma. Um ano e dois meses depois de abolir todos os traços de química da minha vida, me sinto mais segura para ousar... Aguardem, colori as madeixas...

Beijos, beijos e até!



domingo, 16 de setembro de 2012

UM ANO... E OUTROS MAIS!

É Crespas... já faz um ano!

Em setembro de 2011 eu cortei a química do meu cabelo e não relaxei, nem fiz trança e nem alonguei, eu deixei como estava, crespo. E não é fácil entrar nessa, mas decisão tomada é definitiva... Tá bom, às vezes a gente pode voltar atrás, mas este não foi o caso.
Um de minhas primeiras imagens natural.
Rsrsrs... vesguinha, voltando da viagem de férias, ainda no vôo. Cabelo cheio de pontas lisas, precisava de mais cortes.

Fios sem formas, secos e cheios de pontas lisas. Passei uns dias assim, mas não durou muito, logo passei a tesoura e tirei todas, seria muito mais fácil cuidar.

  
Os primeiros dias foram de descobertas, caprichando nos acessórios pra ir criando meu estilo. Reconhecendo meus fios naturais.

  
Uma grande falha na lateral, perto da têmpora esquerda... hoje resolvido, mas na época me chateou bastante. Resultados da texturização com trança, twist, e coquinhos.

Experimentando penteados, pois iria retornar ao trabalho e queria um repertório vasto pra arrasar!

  
Passei uma semana em Vitória da Conquista, no interior da Bahia e pra mim foi uma prova de fogo... Ou ao frio, pois Conquista é uma cidade tem clima bem diferente de Salvador, faz frio, peguei temperaturas de até 11 graus naqueles dias, com serração à noite, neblina e sereno. E o black resistiu.

     
Consegui mantê-lo, abusando do estilo, penteados variados e acessórios 1000. 

Estilizando, hidratando, sempre, sempre, sempre! Adoooro me cuidar!

 
Cresceu, cortei... 

 
Franja crescendo de novo!

  
Prendi.

 
Soltei.

E não é pra qualquer uma chegar aos 29+10 no Style!

Beijos...
See Ya!